Jogos e a Matemática

A matemática é fundamental nas nossa vidas, estando presente em diversas atividades do nosso cotidiano. Desde cedo, estamos imersos em um mundo em que utilizamos a matemática de forma natural, seja contando brinquedos em casa ou fazendo brincadeiras que, sem percebermos, exigem raciocínio lógico e estratégia.

Sabemos que está presente em quase toda atividade do dia a dia. Essa ciência possibilita o desenvolvimento de muitas capacidades essenciais para enfrentar os desafios que surgem todos os dias, como raciocínio lógico, criatividade e a capacidade de resolver problemas. Porém, o processo de ensino e aprendizagem da matemática do jeito que ainda é feito em muitas das instituições de ensino do país prejudica o desenvolvimento dessas habilidades. As crianças simplesmente decoram fórmulas e conceitos, sem necessariamente entenderem a lógica por trás deles e como podem ser identificados e utilizados no dia a dia, criando barreiras para um aprendizado saudável da matemática.

Pensando nisso, muitos educadores e escolas têm introduzido atividades lúdicas no ensino de diferentes disciplinas, em especial a matemática. Jogos e brincadeiras aplicados nessa disciplina ajudam os alunos a desenvolverem habilidades como imaginação, memorização, noção de espaço e atenção, absorvendo o conhecimento de forma descontraída e dinâmica. Além disso, o lúdico aliado ao processo de aprendizagem faz com que os alunos sintam prazer ao aprender, potencializando a compreensão dos conceitos matemáticos e suas aplicações.

O uso de atividades lúdicas na escola proporciona um relacionamento mais estreito entre professores e alunos, além de favorecer a interação entre os estudantes e proporcionar uma sensação de bem-estar e prazer ao longo do processo. Jogos e brincadeiras também são uma importante ferramenta de auxílio e reforço a alunos com dificuldade de aprendizagem, despertando o interesse e facilitando a compreensão da disciplina.

Professores Responsáveis: Bruna Bay (AEE) e Everton (Reforço)